Tudo que você precisa saber sobre liderança remota! Tudo que você precisa saber sobre liderança remota!

Liderança remota: desafios e oportunidades de liderar à distância

10 minutos para ler

Muitas empresas enfrentam desafios quando o assunto é liderança remota, especialmente aquelas que não contam com um plano de gestão de pessoas bem estruturado.

O papel das lideranças é fundamental para qualquer equipe de colaboradores que trabalha com um objetivo em comum, pois são os líderes que organizam, otimizam e guiam as atividades de cada um dos times para que bons resultados sejam alcançados.

Até 2020, a maioria esmagadora das empresas costumava funcionar de maneira totalmente presencial, com gestores e colaboradores comparecendo todos os dias na sede da empresa e compartilhando espaços de trabalho mútuos ao longo do dia. Com a pandemia causada pela covid-19 e a necessidade de isolamento social, grande parte dessas empresas foi obrigada a se adaptar a um novo regime de trabalho: o trabalho remoto, também chamado de home office.

Foram quase dois anos de pandemia que obrigaram empregadores e empregados a organizar novas rotinas de trabalho que envolvem, entre outras atividades, a liderança remota de equipes. Afinal, com boa parcela dos trabalhadores preferindo o home office e muitas empresas entendendo as vantagens de manter os funcionários trabalhando de casa, surge a necessidade de elaborar estratégias para gerir times à distância.

Mas há muitas organizações que ainda não conseguiram adaptar as rotinas de liderança para o cenário do trabalho remoto e isso pode ser um problema, especialmente nas empresas que decidiram manter o modelo de trabalho à distância ou o trabalho híbrido.

Afinal, como é possível liderar equipes de forma remota? O que é necessário para garantir a organização? Quais os principais desafios e oportunidades de uma liderança remota?

A mywork vai te ajudar a entender estas e outras questões relacionadas à liderança remota nas empresas. Continue com a leitura para saber mais!

Qual é o papel de um líder?

Independentemente do modelo de trabalho que uma empresa estabelece para seus colaboradores, o papel daqueles que ocupam cargos de liderança é o mesmo: orientar, organizar, guiar, motivar e desenvolver aqueles que estão na mesma equipe. Tudo isso tem como objetivo principal a realização de atividades que ajudarão a empresa e seus funcionários a crescer.

Assim, as lideranças são muito importantes para manter a unidade e a organização das atividades de equipes que trabalham presencialmente ou à distância.

O que é liderança remota?

A liderança remota nada mais é do que um tipo de gestão de pessoas adaptada ao modelo de trabalho remoto. Ou seja, é a coordenação e motivação de equipes que trabalham sem um contato presencial.

Como você já sabe, antes do período de pandemia, a maioria das empresas funcionavam em regimes de trabalho presenciais, mas a chegada da Covid-19 provocou grandes alterações no mercado de trabalho como um todo, inclusive nos regimes de trabalho.

Com tantas empresas optando pelo trabalho remoto como uma forma de manter as atividades e evitar riscos à saúde dos trabalhadores, o trabalho remoto ganhou popularidade em vários setores do mercado. 

Assim, muitas empresas passaram a entender que o trabalho à distância poderia trazer vantagens tanto para as equipes quanto para seus líderes e, por isso, muitas optaram por manter as possibilidades de trabalho remoto ou híbrido para seus colaboradores.

A liderança remota entra como uma nova forma de gerenciar pessoas que fazem parte da empresa e esse tipo de gestão exige grande flexibilidade e organização de todas as partes envolvidas. E é importante reforçar: o papel das lideranças remotas continua sendo orientar e desenvolver os trabalhadores da melhor forma possível e assegurar condições dignas de trabalho para todos.

Quais são os principais desafios da liderança remota?

Como em qualquer situação de grandes mudanças, a liderança remota também enfrenta alguns desafios. O primeiro passo para enfrentá-los, contudo, é identificar quais são as principais dificuldades e os problemas centrais que podem surgir durante a gestão remota de pessoas. 

A seguir, vamos te mostrar alguns desafios que podem surgir nas empresas que estão desenvolvendo suas estratégias de liderança remota:

  • Falhas de comunicação: muitos gestores podem enfrentar dificuldades em estabelecer diálogos e trocas constantes com seus funcionários caso essa não seja uma prática consolidada na empresa;
  • Equipes desmotivadas: quando as lideranças não conseguem implementar estratégias de motivação e engajamento para funcionários que trabalham remotamente, a empresa pode enfrentar dificuldades com equipes desmotivadas;
  • Distanciamento entre equipe e empresa: se as lideranças falham ao acompanhar as atividades que estão sendo desenvolvidas e criar processos que aproximem os funcionários e a empresa, problemas envolvendo o distanciamento e o desengajamento das equipes podem surgir;
  • Acompanhamento precário de produtividade: quando a liderança remota não acompanha e gerencia a produtividade das equipes que comanda, há funcionários que podem trabalhar em excesso e funcionários que não trabalham o suficiente. Isso pode resultar em problemas nas entregas e no cumprimento de metas individuais e coletivas dos funcionários;
  • Dificuldade na resolução de conflitos: muitos conflitos que acontecem em situações de trabalho remoto podem ser difíceis de identificar, mediar e solucionar, o que pode gerar atritos e tensões entre as equipes.
  • Gerenciar rotinas burocráticas: as empresas que não contam com ferramentas de gestão de pessoas tendem a enfrentar uma dificuldade a mais para lidar com rotinas de gestão mais burocráticas, como o controle de atrasos, faltas e pontos dos funcionários. O cálculo de horas extras e adicionais noturnos também pode ficar prejudicado se a empresa não tiver um sistema de gestão de ponto remoto.

Como superar os desafios da liderança remota?

É claro que, embora a liderança remota tenha seus desafios, há muitas maneiras de contornar as dificuldades que podem surgir neste modelo de trabalho. A seguir, vamos te dar algumas dicas de como implementar uma boa liderança remota e te mostrar as principais vantagens desse tipo de liderança nas organizações.

Estruturar a comunicação remota

Muitos problemas que costumam surgir em situações de trabalho remoto tem relação direta com dificuldades de comunicação entre os trabalhadores. 

Por isso, é imprescindível que as lideranças estabeleçam rotinas de comunicação que funcionem para toda a equipe. Podem ser criadas reuniões semanais, fluxos de e-mail, grupos de discussão online através de plataformas de videoconferência, e muitas outras estratégias que ajudam a fazer da comunicação entre equipes um hábito. 

Esse tipo de estratégia focada na comunicação entre equipes e lideranças é uma ótima maneira de acompanhar as atividades que estão sendo realizadas e orientar os colaboradores em direção ao cumprimento de suas metas individuais e coletivas.

Além disso, uma comunicação transparente e constante ajudam a aumentar o engajamento das equipes e a proximidade dos funcionários com a empresa.

Usar a tecnologia como uma ferramenta aliada

O trabalho remoto só é possível hoje em dia graças às tecnologias que foram desenvolvidas nas últimas décadas. Afinal, sem a comunicação online e as ferramentas digitais, dificilmente teríamos uma quantidade tão grande de pessoas trabalhando remotamente.

A tecnologia já é uma grande aliada para situações corriqueiras do dia a dia e isso não é diferente quando pensamos em situações de trabalho e liderança remota.

Quando a empresa opta pode manter o trabalho remoto, é importante assegurar que todos os funcionários e todos os processos estejam adaptados ao ambiente digital. Assim, é preciso verificar quais ferramentas de software e dispositivos serão necessários para que o trabalho seja feito de forma correta, fluida e segura.

É preciso que os funcionários estejam equipados com computadores adequados, boa internet, câmeras e microfones para reuniões remotas e outras ferramentas digitais que facilitem o dia a dia de trabalho.

Também é importante que a sua empresa esteja preparada para gerenciar processos de RH de maneira remota, como o controle de ponto dos funcionários, admissão de colaboradores, pagamento de salários, horas extras e outros adicionais cabíveis às situações de trabalho. 

O sistema de controle de ponto da mywork é uma ferramenta que pode ser utilizada para realizar o controle de jornada de trabalho dos colaboradores que atuam em regime remoto. Clique aqui e teste gratuitamente durante 15 dias!

Realizar treinamentos que facilitem a rotina de trabalho e liderança remota

Muitos trabalhadores que ingressam no modelo de trabalho remoto podem enfrentar dificuldades envolvendo uso de novas tecnologias e condução de processos à distância. É papel das lideranças ajudar na adaptação a este novo regime e facilitar a transição de processos do ambiente presencial para o digital.

Assim, parte das atividades da liderança remota é oferecer treinamentos e capacitações que ajudam os funcionários a se acostumar com as novas tecnologias empregadas em regimes de trabalho remotos. Isso pode acontecer através de treinamentos online, via videoconferência, cursos em vídeo, etc.

Manter ativa uma cultura de feedbacks

Uma forma de incentivar a comunicação entre as equipes, acompanhar o desenvolvimento de tarefas e incentivar a produtividade dos colaboradores é apostar numa cultura ativa de feedbacks.

A troca de impressões e avaliações sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos, as entregas que são feitas e o desempenho geral dos funcionários é uma forma muito rica de estimular as equipes ao aperfeiçoamento de competências e práticas de trabalho. 

Apostar em uma cultura de feedbacks, mesmo em situações de trabalho remoto, é uma ótima maneira de gerenciar o dia a dia de trabalho e estabelecer as melhores práticas para as atividades remotas.

Quais as principais vantagens da liderança remota?

Quando processos de liderança remota são feitos de maneira adequada, tanto a empresa quanto os colaboradores podem se beneficiar muito das vantagens obtidas. Entre elas,podemos citar:

  • Aumento do nível de satisfação dos colaboradores: as rotinas de trabalho remoto tendem a ser mais flexíveis para o colaborador. Quando os funcionários gastam menos tempo no trânsito e não precisam lidar com o estresse de se deslocar até a empresa, a tendência é que fiquem mais dispostos e ativos no trabalho, o que aumenta a satisfação.
  • Aumento da produtividade: outra consequência do trabalho remoto e da liderança bem aplicada é o aumento na produtividade das equipes, que estando mais descansadas e sendo bem orientadas, passam a entregar projetos com mais qualidade.
  • Diferencial competitivo: muitos profissionais agora preferem procurar vagas de trabalho que permitam o trabalho remoto, especialmente em atividades que podem ser realizadas utilizando apenas um computador e uma conexão wi-fi. As empresas que permitem o trabalho remoto e aplicam estratégias de liderança remota de maneira correta oferecem uma melhor experiência de trabalho para o funcionário e, consequentemente, um maior diferencial competitivo.

Últimas considerações sobre a liderança remota

As lideranças remotas têm tanta importância quanto qualquer outro tipo de liderança nas empresas e, dependendo do contexto, são até mais desafiadoras do que lideranças presenciais.

Por isso, é importante que os empregadores e o departamento de RH como um todo tenham conhecimento e saibam aplicar as melhores práticas de liderança à distância como forma de assegurar o bom andamento das atividades da empresa. A escuta ativa, empatia, organização e o trabalho em equipe são pilares fundamentais para que a liderança remota tenha sucesso.

E aí? Sua empresa está preparada para essa nova realidade?

Posts relacionados

Deixe um comentário