Idosos no mercado de trabalho: há oportunidades?

7 minutos para ler

Você deve saber que a contratação de idosos no mercado de trabalho é um assunto que sempre gerou muito debate. Afinal, há empresas que preferem contratar profissionais mais jovens para preencher vagas internas, mas também há aquelas que enxergam muitas vantagens em contratar e atrair trabalhadores com mais idade para seu quadro de funcionários.

Ao longo deste artigo, vamos falar mais sobre o cenário da população idosa no mercado de trabalho brasileiro e explicaremos também algumas das principais vantagens que esses profissionais podem trazer para o dia a dia das empresas.

Há muitos idosos no mercado de trabalho brasileiro?

Nos últimos anos, a participação de idosos no mercado de trabalho vem aumentando bastante. Isso vem acontecendo, em grande parte, devido ao envelhecimento da população brasileira. Dados do IBGE apontam que em 2060, cerca de 25% da população do país terá mais de 65 anos de idade, o que é um fato extremamente importante quando pensamos no futuro do trabalho.

Esse envelhecimento populacional aponta para a necessidade de adaptarmos o mercado de trabalho de forma que este acompanhe as necessidades de uma mão de obra nacional cada vez mais idosa, afinal, as rotinas de trabalho de um profissional jovem não são as mesmas do que aquelas enfrentadas pelos trabalhadores mais velhos.

Além disso, de acordo com a Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), as dificuldades econômicas enfrentadas por muitas famílias também são parte da razão pela qual os trabalhadores adiam cada vez mais sua saída do mercado de trabalho, especialmente aqueles que encaram problemas financeiros em casa.

Não podemos deixar de mencionar, é claro, que muitas políticas contam com políticas próprias de inclusão social que preveem vagas para a população com mais de 50 e 60 anos, que muitas vezes encontra dificuldades na recolocação profissional.

Este conjunto de fatores explicam boa parte dos motivos que levam ao aumento do número de idosos no mercado de trabalho.

Mas o que caracteriza uma pessoa idosa?

A Organização Mundial da Saúde (OMS), que é encarregada de determinar com quantos anos uma pessoa é considerada idosa, indica que indivíduos com 60 anos ou mais são considerados idosos.

Essa definição é importante porque ajuda países em todo o mundo a determinarem leis, estatutos e políticas de inclusão social para a população idosa, auxiliando também na análise de questões como: envelhecimento populacional, expectativa de vida, etc.

Como essa definição, no entanto, determina apenas características fisiológicas, a permanência de profissionais idosos no mercado de trabalho, gozando de todas as suas faculdades mentais, é completamente possível e cada vez mais comum.

Quais são as maiores dificuldades para contratar idosos?

Embora as expectativas de envelhecimento populacional sejam muito claras no Brasil, o mercado de trabalho nacional ainda conta com muitos entraves que dificultam a contratação de idosos nas empresas.

Muitas delas não estão preparadas ou dispostas a adaptar as condições de trabalho e capacitar profissionais mais velhos, o que acaba marginalizando membros dessa população.

As demandas por profissionais qualificados são crescentes e, dependendo do setor, boa parte desta capacitação depende diretamente do domínio de sistemas e tecnologias com as quais muitos idosos não estão familiarizados. O tempo que precisa ser investido para o treinamento de profissionais mais velhos muitas vezes não é algo que as empresas estão dispostas a investir.

Além disso, quanto mais velho e mais experiente é um profissional, mais altos tendem a ser suas expectativas salariais e nem sempre as organizações conseguem oferecer salários compatíveis com o nível de experiência e competência de trabalhadores mais velhos.

Embora essas situações sejam comuns, é essencial que as empresas busquem meios para se adaptar gradativamente às mudanças que já estão a caminho quando falamos em contratação de idosos.

Qual é a legislação sobre idosos no mercado de trabalho?

A lei 9.029 proíbe qualquer tipo de prática discriminatória na contratação e manutenção de um profissional numa empresa. Veja:

“Art. 1º É proibida a adoção de qualquer prática discriminatória e limitativa para efeito de acesso à relação de trabalho, ou de sua manutenção, por motivo de sexo, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar, deficiência, reabilitação profissional, idade, entre outros, ressalvas, nesse caso, as hipóteses de proteção à criança e ao adolescente previstas no inciso XXXIII do art. 7º da Consituição Federal”

A lei também impede a determinação de uma idade máxima para a contratação de funcionários, assim, as empresas não podem estipular um “teto” de idade nas vagas divulgadas.

Contratar idosos pode trazer vantagens para a empresa?

Apesar de muitas organizações não optarem pela contratação de profissionais mais velhos, aquelas que abrem espaço para a inclusão de idosos em seu quadro de funcionários se beneficiam com uma série de vantagens que esses profissionais acrescentam ao dia a dia de trabalho.

  • Comprometimento:

Os trabalhadores idosos tendem a ser mais comprometidos com as empresas, porque ao longo do tempo adquiriram mais paciência e determinação para cumprir seus objetivos. 

Essa característica é ótima para o desenvolvimento de projetos e para o engajamento do restante da equipe, que pode ser positivamente influenciada pelo engajamento de colegas mais experientes.

  • Experiência profissional e pessoal:

Quando um trabalhador está há muito tempo no mercado de trabalho e têm uma longa carreira no mesmo setor, ele reúne uma grande bagagem profissional. Ao mesmo tempo, o longo tempo de convivência com outros profissionais acrescenta muita inteligência emocional a estes trabalhadores e eles podem ajudar colaboradores mais jovens a encarar desafios e solucionar conflitos.

  • Compartilhamento e troca de experiências

Você deve saber que o capital humano e intelectual de uma empresa é um de seus ativos mais valiosos, certo? A presença de profissionais idosos e jovens na mesma equipe é algo extremamente precioso, pois fomenta a troca de experiências e de conhecimentos de diferentes gerações de trabalhadores. Isso ajuda não apenas no crescimento do negócio, mas também no aumento da criatividade e produtividade das equipes.

Como promover a inclusão de idosos no mercado de trabalho?

Toda empresa que decide contratar idosos deve estar preparada para lidar com as dinâmicas que a mistura de gerações e a necessidade de adaptação trazem. 

Se uma empresa tem atividades que exigem o domínio de novas tecnologias, talvez seja necessário promover treinamentos para funcionários mais velhos que ainda não são familiarizados com sistemas modernos. Ao mesmo tempo, pode ser interessante que os trabalhadores idosos compartilhem conhecimentos e experiências estratégicas com os mais jovens através de palestras e workshops.

Também é importante levar em conta fatores como a mobilidade e o acesso destes profissionais ao ambiente de trabalho, bem como a avaliação das jornadas de trabalho que serão realizadas por eles, para que tais fatores não dificultem a execução das atividades.

Nesse momento, contar com um departamento de RH estratégico e focado nas rotinas dos funcionários é muito importante. Facilitar atividades burocráticas, como a marcação de ponto, a consulta de banco de horas e o tratamento de ponto dos funcionários é uma ótima forma de começar.

A mywork oferece um sistema de controle de ponto online muito completo e fácil de usar, no qual o funcionário pode bater seu ponto com apenas um toque no celular, tablet ou computador da empresa. O treinamento para uso do sistema é rápido e o uso do aplicativo é muito intuitivo, o que facilita a marcação de ponto para os funcionários que não estão totalmente familiarizados com a tecnologia digital. Clique aqui e teste o controle de ponto online da mywork por 15 dias!

Posts relacionados

Deixe um comentário